Motive o funcionário e tenha sucesso no negócio

Comercial - publicada em 20/11/2015  

Motivação não tem tempo e nem hora para acontecer. Ela sempre é bem-vinda e traz inúmeros benefícios para a empresa e para o funcionário. E, ao contrário do que se pensa, o empresário não precisa gastar com treinamentos e campanhas motivacionais para isso. Há diversas maneiras de melhorar o clima da equipe e dar um UP no rendimento do seu negócio.

Em tempos de crise ou não, o importante é manter o funcionário disposto e com orgulho de trabalhar na empresa. Ele deve fazer parte e se sentir responsável, assim é possível traçar diversas estratégias de motivação.

De acordo com a Consultora em Recursos Humanos, Marta Misina, em um cenário onde há muitas demissões, os funcionários ficam inseguros esperando o seu dia chegar. Isso traz consequências ruins para a empresa, uma vez que a angústia pode baixar a produtividade do colaborador. "O primeiro passo é respeitar o funcionário e adotar canais de comunicação para disseminar as informações da empresa. Informação no tempo certo e para o público certo traz cumplicidade", comenta.

A especialista afirma que a empresa precisa ter força de trabalho engajada e sensibilizada. É preciso incentivar a cooperação do trabalho em equipe e o relacionamento entre as áreas e ter foco no cliente e no mercado. "Colaborador engajado tem a empresa como sua e sente orgulho dela. Assim ele estará motivado para ir além do seu trabalho normal", diz.

O empresário deve lembrar que, antes de tudo, a empresa é composta de pessoas que têm família, necessidades e problemas emocionais. É preciso ser flexível na hora motivar. Não existe uma forma milagrosa que serve para todos, por isso, a flexibilidade ajuda entender o que motiva cada grupo, o que é fundamental para obter melhores resultados de forma coletiva.

A liderança também faz toda diferença. É o líder que vai direcionar, compartilhar e influenciar o grupo, primeiro pelo seu próprio exemplo e, depois, amparando e dando orientações, recursos, feedbacks e passando confiança na equipe e no processo.

E nem tudo é questão de um bom salário. Ser humanista, ter bom senso e disposição contribui muito. Para Marta, as questões de remuneração podem ter efeito curto nesse aspecto, pois o salário, isoladamente, não é fator predominante de motivação. "Deve-se considerar um bom ambiente de trabalho, com comunicação transparente e boa gestão. Além disso, ter liderança confiável, ativa e interessada no desenvolvimento da equipe completa um ambiente saudável, que proporciona o bem-estar do funcionário", ressalta.

De outro lado, o funcionário também precisa fazer sua parte. Segundo a consultora, é hora de fazer mais com menos. "Quando o colaborador tem sensação de dono, isso se torna um atalho para que as iniciativas possam trazer economias, evitar o retrabalho e problemas com qualidade". É necessário criar um ambiente onde as pessoas possam se manifestar e serem ouvidas e, claro, serem reconhecidas e recompensadas.


O Sebrae da algumas dicas de como motivar de forma simples e eficaz. Veja:

1. Seja humanista e reconheça os pontos fracos e fortes da sua empresa. Enxergue seu funcionário de maneira individual, assim ele perceberá uma relação de interesse pessoal e sincera.

2. Reconheça e diga sempre o quanto sua equipe é importante para sua empresa. Participe das comemorações, vibre com as conquistas.

3. Dê feedbacks positivos, parabenize por uma boa venda ou atitude. Seja construtivo nas críticas e evite opiniões que não sejam proveitosas. Destaque mais os pontos positivos de cada um.

4. Dê incentivos a seus funcionários. Motivação, reconhecimento e recompensa, esse tripé funciona. Quando puder, surpreenda com incentivos extras, inesperados.

5. Crie um ambiente propício ao desenvolvimento pessoal e profissional. Invista em programas de treinamento, gerenciamento de tempo e qualidade de vida. Forme talentos e mantenha-os, cuidado perdê-los para a concorrência.

6. Disponibilize recursos necessários para boas vendas. Condições boas para desenvolver o trabalho geram resultados extraordinários.

7. Dê assistência frequente, esteja em campo com o vendedor para saber as reais necessidades dos clientes. A partir daí, elabore encontros para compartilhar experiências.

8. Gere e conquiste a confiança da equipe. O comprometimento leva a bons resultados. Cumpra o que prometeu.

9. Proponha metas reais que incentivem o crescimento de cada um. Não crie metas para que o vendedor quase alcance, isso desmotiva.

10. Forme um time fiel, que estará do lado da empresa. Coloque os outros 09 pontos em prática que o time, com certeza, será ótimo.


Marta possui 17 anos de experiência como profissional de RH e atua fortemente no mercado farmacêutico. É Assessora e Consultora da empresa Misina e Grecco - Assessoria e Consultoria em Recursos Humanos.

Voltar
SAC Millenium Comercial - 0800-607-8000 | Crédito e cobrança (27) 3182-1515